Hoje
Máx C
Mín C

Teatro e música no Teatro Stephens em outubro

Teatrostephens 1 728 2500
No mês em que se assinala o segundo ano da reabertura da Casa da Cultura Teatro Stephens, na Marinha Grande, após a grande intervenção de requalificação de que foi alvo pela Câmara Municipal, apresenta-se um vasto cartaz de eventos que inclui teatro e música.

O Município convida todos os interessados a assistir aos espetáculos, que se dirigem a diversos tipos de público. A programação para outubro é a seguinte:

Dia 1 de outubro . sábado . 21h30
BAGUNÇADA À PORTUGUESA - Comemoração do Dia Internacional do Idoso
Sinopse
Para assinalar o Dia Mundial do Idoso, o Teatro Stephens recebe pela primeira vez desde a sua reabertura ao público em outubro de 2014, um espetáculo de teatro de revista "Bagunçada à Portuguesa" da Produtora C2E, Lda.
Está prometido a todos os seniores uma noite animada com divertidas rábulas humorísticas confiadas a seis prestigiados nomes do teatro: Natalina José, Luis Mascarenhas, Paulo Oliveira, Ana Paula Mota, Luis Viegas e Filipa Giovanni. A estes junta-se a fadista Maria Mendes para intervenção nos momentos dedicados à música, em separação entre conjuntos de rábulas. Mais uma produção que tem a encenação confiada à também atriz Natalina José e direção plástica à conceituada profissional Helena Reis.
Ficha Artística e Técnica:
Elenco – Natalina José, Luís Mascarenhas, Paulo Oliveira, Ana Paula Mota, Luís Viegas, Filipa Giovanni e Maria Mendes como atracção Musical.
Autores – Francisco Nicholson, Luís Viegas e João Frizza
Direção atores e encenação – Natalina José
Assistente de encenação – Margarida Cruz
Direção plástica – Helena Reis
Técnicos de apoio de palco – Gabi e Jorge
Técnico som e luz – Carlos Faustino
Produção - C2E – Concepção e Comercialização de Espetáculos, Lda.
Duração: 2 horas
Classificação etária: M/14
Preço: Gratuito para M/65 (necessário apresentar documento de identificação)


Dia 5 de outubro . quarta . 16h00
RES PUBLICA | SA MARIONETAS
Sinopse
No seguimento do seu trabalho anterior sobre a história de Portugal, nomeadamente a história de “Inês de Castro”, “Padeira de Aljubarrota” e mais recentemente “A Ver Navios no reinado de D. João VI e Carlota Joaquina” a companhia S.A. Marionetas dá continuidade a este ciclo abordando o tema da República.
Nesta produção mantém-se a preocupação de relatar os acontecimentos históricos, tanto a nível político como a nível social, utilizando para o efeito marionetas de fios. A construção das marionetas é inspirada na obra caricatural de Rafael Bordalo Pinheiro, criando assim personagens que são caricaturas vivas que representam os intervenientes dos acontecimentos que culminaram na revolução de 1910.
Bordalo Pinheiro e sua personagem mais famosa Zé Povinho encontram-se para em conversa animada, contarem um ao outro os acontecimentos que levaram à implantação da República. Bordalo faleceu antes de tudo acontecer, mas o seu Zé vai-lhe contar como tudo aconteceu. Os artistas contemporâneos da época também assistiram, e aparecem para dar uma pincelada ou um toque de poesia aos acontecimentos. Um país no caos, um rei apagado, um povo revoltado, e a caricatura ao serviço da tristeza pública.
Ficha Artística:
Texto original: Sofia Vinagre, José Gil e Natacha Costa Pereira
Direção de manipulação: José Gil
Construção das marionetas: Sofia Vinagre, Natacha Costa Pereira e José Gil
Figurinos das Marionetas: Sofia Vinagre
Pintura das marionetas: Natacha Costa Pereira
Figurinos dos marionetistas: Maria Luisa Valbom Gil
Marionetistas: José Gil, Natacha Costa Pereira e Sofia Vinagre
Pintura dos cenários: Natacha Costa Pereira
Estruturas cénicas: José Gil
Música: Banda de Alcobaça
Pesquisa: Sofia Vinagre e Natacha Costa Pereira
Produção: S.A. Marionetas - Teatro & Bonecos
Duração: Aproximadamente 50 minutos
Classificação etária: M/6
Preço: Gratuito

Dia 15 de outubro . sábado . 21h30
INTIMIDADES a partir de textos de Woody Allen | COMPANHIA DA ESQUINA
Espetáculo integrado no XXI FESTIVAL O ACASO
Sinopse
O fenómeno da infidelidade e as reflexões e neuroses da escrita de Woody Allen refletidas num brilhante espetáculo de comédia. Dois casais e uma amante que são produto da má comunicação, da insatisfação e das aspirações deste mundo cada vez mais moderno. Um tipo de relação histérica que procura um sentido de vida, uma sustentação de uma existência cada vez mais precária nas relações, na idade da infidelidade e numa ideia primária de vulgarização de relações sociais, da vida, da morte e do amor.
Afinal qual a origem do amor? E há quanto tempo anda às voltas? E onde é que está a ciência ou a psicologia quando alguém pensa nos enigmas eternos? O amor começou com uma explosão ou com a palavra de Deus? Se foi com a palavra de Deus, será que foi sussurrada ou com um grito que ecoou até ao infinito do Cosmos? Só pode ter sido um grito ...!!!
Ficha Artística e Técnica
Atores: Alda Gomes, André Nunes, Quimbé, Inês Patrício e Sofia Nicholson
Direção de Projeto: Joana Furtado e Jorge Gomes Ribeiro
Encenação: Jorge Gomes Ribeiro
Cenografia: Jorge Gomes Ribeiro
Sonoplastia: Nuno Lacerda
Figurinos: Rita Fernandes
Design Gráfico: João Afonso
Web-design e Multimédia: Margarida Fernandes
Produção: Joana Rodrigues e Quimbé
Duração: Aproximadamente 60 minutos
Classificação etária: M/16
Preço: 8€


Dia 23 de outubro . domingo .
16h30 . O TROUXA | O NARIZ
Espetáculo integrado no XXI FESTIVAL O ACASO
Sinopse
“...Trata-se de um simples divertimento, inocente e ingénuo, imbuído da mesma veia popular que levou, por exemplo, Garcia Lorca a compor as farsas destinadas aos «Títeres de Cachiporra».”
Ficha técnica
Criação e interpretação: Ana Moderno, António Cova, Dora Conde, Paulo De Azevedo Nunes, Pedro Oliveira
Fotografia (ensaios)
Liliana Gonçalves
Duração: Aproximadamente 23 minutos
Classificação etária: Todas as idades
Preço: Gratuito


17h00 . Contos de tradição oral
Sinopse
Contos de tradição oral. Trava-línguas e Adágios avulso – abordagem a provérbios de raízes europeias.
A arte de contar histórias caminha com a história da humanidade, com as mudanças provocadas pelas descobertas e com a deslocação do Homem durante toda sua existência.
Ficha técnica
Contadores: António Alves, Liliana Gonçalves, Constantino M. Alves, Daniel Reis, Diana Catarino ,entre outros.
Ponto de encontro: receção do Teatro Stephens
Preço: Gratuito

Dia 25 de outubro . terça . 21h30
DEOLINDA “OUTRAS HISTÓRIAS” | Espetáculo que assinala o 2º Aniversário da Reabertura do Teatro Stephens
Sinopse
“Os Deolinda estão de volta! Três anos após terem partilhado connosco o seu Mundo Pequenino e terem tornado o seu Mundo mesmo pequenino com uma extensa digressão que os fez pisar muitos palcos portugueses e internacionais, a banda regressa agora com um novo disco que promete voltar a instalar-se nas gargantas e nos corações do público.
É impossível fazer a banda sonora dos últimos 8 anos em Portugal sem que os Deolinda protagonizem um papel muito relevante. São cerca de 600 concertos espalhados por inúmeros países, 7 galardões de platina, 4 discos de ouro, 3 Globos de Ouro, 1 Prémio Amália Rodrigues, 1 Prémio José Afonso, 1 Songlines Music Award entre muitas outras distinções. Porém, mais que os números, é a profunda relação afetiva entre a banda e o público que tem assegurado uma das carreiras mais bem sucedidas da música portuguesa. Terminamos como começámos: Os Deolinda estão de volta! E isso é imperdível!”
Ficha Artística
Voz: Ana Bacalhau
Contrabaixo: José Pedro Leitão
Guitarra: Luís José Martins
Guitarra: Pedro da Silva Martins
Percussão: Sérgio Nascimento
Duração: Aproximadamente 80 minutos
Classificação etária: M/6
Preço: 15€


Dia 29 de outubro . sábado . 21h30
ANDRÉ BARROS convida MYRRA RÓS
Sinopse
André Barros é um compositor emergente com uma forte identidade e uma invulgar capacidade de trabalho. Depois de concluir um curso de produção, André Barros rumou à Islândia para trabalhar no estúdio Sundlaugin, fundado pelos Sigur Rós, uma das suas muitas influências. Respirar a mesma atmosfera que os talentos da Islândia não o impediu de descobrir a sua própria voz como compositor e pianista, voz que possui as distintas marcas de uma identidade singular. “Circustances”, lançado em finais de 2013 na Omnichord Records, mereceu elogios da imprensa especializada e apresentou no panorama nacional a sua visão musical, nostálgica, profundamente poética, tranquila e mágica. Uma visão apoiada em melodias profundas que evocam memórias mais ou menos difusas.
Essa capacidade que a sua música tem de evocar imagens levou a que André Barros envereda-se pelo mundo das bandas sonoras. As suas composições para a curta-metragem “Our Father” da norte-americana Linda Palmer, com Michael Gross no papel principal, é um dos resultados desse enamoramento pelo grande ecrã. O segundo disco de André Barros, de nome "Soundtracks Vol. I" editado em 2015, reúne vários dos temas que o autor compôs para bandas sonoras durante o período de 2014-2015.
André Barros apresentará na sua cidade natal o terceiro disco da sua carreira, In Between, com a especial participação da cantautora islandesa Myrra Rós que se deslocará ao nosso país para acompanhar o compositor, reflexo da sua colaboração em 3 singles do disco. Terá também como convidados o pianista Tiago Ferreira (que com ele partilhou a composição de um dos temas deste novo disco) e o baterista José Carlos Duarte, responsável pelos arranjos de percussão.
In Between, revisita sonoridades de trabalhos anteriores, sempre muito cinematográfico e melodioso onde a doce voz de Myrra Rós, explora também o formato canção e promete um espectáculo ecléctico e encantador.
André Barros mostra agora toda a magia das suas criações em palco, com o seu piano emoldurado por um trio de cordas e outros convidados. Oportunidade de ouro para descobrir um talento que já ultrapassa fronteiras. Vencedor do prémio para melhor banda sonora no Los Angeles Independent Film Festival Awards, atribuído no início de 2015, pelo seu trabalho na curta-metragem “Our Father”, de Linda Palmer.

Ficha Artística
Piano – André Barros
Voz – Myrra Rós
Violino - Otto Pereira
Viola - Cátia Alexandra Santos
Violoncelo - Fernando Costa
Percussão - José Carlos Duarte
Convidados: Myrra Rós, Tiago Ferreira e José Carlos Duarte
Duração: Aproximadamente 70 minutos
Classificação etária: M/6
Preço: 8€


Reservas: teatro.stephens@cm-mgrande.pt ou telefone 244573377.
Bilheteira: Teatro Stephens, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, nos dias de espetáculos das 18h00 às 22h00.