Hoje
Máx C
Mín C

Largo da República requalificado

Largo da republica1 1 728 2500
Tem início esta semana a obra de requalificação e promoção da mobilidade no Largo da República, em Vieira de Leiria, levada a cabo pela Câmara Municipal da Marinha Grande.

Com vista à resolução dos problemas de acessibilidade atualmente existentes, os trabalhos vão permitir reabilitar o Largo da República, tendo sido adjudicados por 168.825,85 euros, acrescidos de IVA e um prazo de execução de 90 dias.

Está prevista a remoção de todos os exemplares de pinheiro manso existentes no Largo, bem como o levantamento dos cepos resultantes de exemplares que, entretanto, secaram e foram cortados. Prevê-se a reformulação dos canteiros que confinam com as bolsas de estacionamento, para eliminação de alguns dos problemas de mobilidade detetados.

O projeto contempla alterações funcionais, que visam garantir melhores condições de coexistência no largo entre áreas pavimentadas e áreas verdes, estando salvaguardada a plantação de novos exemplares arbóreos, em caldeiras de áreas mais generosas, capazes de garantir melhores condições para a sua instalação, sem que tal se traduza em danos nos pavimentos envolventes.

Prevê-se a plantação de árvores ornamentais, estando as caldeiras definidas na área central do largo reservadas para a plantação de Magnolia grandiflora (magnólia) e o Liquidambar stiracyflua (liquidambar) reservado para o canteiro e para as novas caldeiras que se localizam junto às bolsas de estacionamento.

A pensar na redução dos trabalhos de manutenção prevê-se a instalação de tela anti-ervas e o revestimento com casca de pinheiro tratada de forma a reduzir o eventual aparecimento de ervas.

Ao nível dos espaços pedonais, serão levantados e repostos os pavimentos existentes, preservando o desenho atual e a identidade do largo, com a substituição de todos os elementos pétreos que se encontrem degradados ou partidos. Prevê-se, igualmente, a alteração do material nos acessos às passadeiras que se situam na área de intervenção, apostando na aplicação de pavimento tátil, com vista a garantir a sua leitura e adequada utilização, de forma autónoma, por pessoas com mobilidade condicionada.

Será construída uma rampa no Largo e a alteração da rampa de acesso à Igreja, com vista a garantir o cumprimento da legislação relativamente aos acessos para pessoas com mobilidade condicionada.

A intervenção, ao nível dos pavimentos, estende-se também ao eixo viário. O troço da Rua Pires de Campos que confina com o Largo e Jardim da República será alvo de intervenção com a alteração do atual piso betuminoso para pavimento em granito e calcário de granolumetria grossa estando prevista a utilização de paralelos de 10 cm x 10 cm x 10 cm nas passadeiras marcações viárias e peças de 10 cm x 20 cm x 10 cm na faixa de rodagem. A implementação destas medidas de acalmia de tráfego pretendem reforçar o caráter pedonal da área e a ligação entre o Jardim e o Largo da República.

A intervenção é completada com uma profunda remodelação da rede elétrica e equipamentos de iluminação pública existentes, no sentido de reduzir os consumos de energia e de melhorar os níveis de iluminação disponíveis no local.

Esta intervenção abrange, ainda, uma área específica do Jardim da República – o parque infantil. Com vista a garantir a inclusão de diferentes tipos de atividades no espaço prevê-se a instalação de um equipamento multifunções que agrega funções lúdicas, desportivas e motoras. Trata-se de um equipamento que associa as funções de trepar, escorregar, equilibrar e conviver, destina-se a 32 utilizadores em simultâneo.

Esta solução é complementada com a instalação de um equipamento de baloiço, destinado a duas crianças em simultâneo, e que garante a presença de mais uma valência recreativa neste local.

Está, igualmente, prevista a instalação de uma nova vedação na delimitação do espaço de jogo e recreio, de dois portões nos acessos ao mesmo e de uma placa identificativa.

Estacionamento condicionado no Largo da República

Devido à realização da empreitada, o estacionamento estará interdito no Largo da República, na zona frontal à igreja, durante o decurso da empreitada. Também a zona pedonal / largo frente à igreja estará vedado, pelo que o acesso à igreja, na primeira fase da obra, será feito pela Rua Pires de Campos e pela Rua Padre José Inácio de Oliveira (tardoz à igreja).

A Câmara Municipal apresenta as desculpas pelos incómodos causados e agradece a compreensão da população.