Hoje
Máx C
Mín C

JORNADAS DA FLORESTA EM SÃO PEDRO DE MOEL

Jornadas floresta  2022  1 728 2500

O Município da Marinha Grande promove as Jornadas da Floresta em São Pedro de Moel, nos próximos dias 19 e 20 de agosto, das 18h30 às 20h30, no pátio da Casa Afonso Lopes Vieira, em parceria com o Grémio dos Arquitetos.

As Jornadas da Floresta em São Pedro de Moel integram-se no âmbito do programa da Bandeira Azul e assumem como prioridade a preservação da biodiversidade, cada vez mais uma dimensão maior na gestão do território local e das Matas Nacionais.

Com o objetivo de discutir a floresta e a biodivesidade, propõe-se um programa de conversas entre diferentes personalidades e agentes locais com o objetivo de mobilizar o conhecimento da floresta e aproximar o Pacto Ecológico Europeu dos sítios onde trabalhamos e vivemos, onde passamos as nossas férias e os recursos que exploramos. Este é um programa que pretende convocar o esforço coletivo para imaginar e construir um futuro sustentável, inclusivo e belo.

Esta é também uma oportunidade para motivar a população de residentes, mais ou menos permanentes, por um maior compromisso, assumindo a biodiversidade como motor do equilíbrio entre o Homem e a Natureza, com objetivos concertos: a recuperação e resiliência do tecido florestal e comunidades agrícolas envolventes, o cuidado pela sua manutenção; a reforma da governança de áreas entre espaço residencial, turismo e floresta de produção; as abordagens transdisciplinares; a colaboração participativa e a constituição de uma agenda social e cultural, em vez de uma agenda económica ou tecnológica restrita.

O programa das Jornadas da Floresta é o seguinte:

19 de agosto . sexta-feira . 18h30
“O futuro da Mata”
Intervenções de:
João Paulo Forte (Íris Ambiente)
José Pedro Font (produtor florestal)
Maria Virgínia Henriques (geógrafa)
Milene Matos (bióloga)

20 de agosto . sábado . 18h30
“O futuro do Museu”
Francisco Castro Rego (Centro de Ecologia Aplicada - CEABN, leitura de comunicado por impossibilidade de estar presente)
Frederico Barosa (arquiteto)
Gonçalo Byrne (arquiteto)
Sara Saragoça (Grémio dos Arquitetos).