Hoje
Máx C
Mín C

Exposições temporárias

NÚCLEO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU DO VIDRO

EXPOSIÇÃO PLIEGUES

 

EXPOSIÇÃO PLIEGUES

 

A exposição temporária “Pliegues”, de escultura em vidro contemporâneo do artista espanhol Pedro García, está patente no Núcleo de Arte Contemporânea do Museu do Vidro, situado no Edifício da Resinagem, na Marinha Grande, desde o dia 16 de novembro, até 26 de abril de 2020.

Autodidata no mundo do vidro e com uma carreira de cerca de 50 anos, Pedro García é um pioneiro e um dos escultores mais conhecidos do vidro contemporâneo espanhol. “Pliegues” dá-nos a conhecer os seus trabalhos mais recentes, realizados em vidro e metal, sendo a natureza a principal fonte de inspiração das suas obras. Realizadas em vidro laminado termoformado a altas temperaturas, as esculturas de Pedro García surpreendem-nos pela sua organicidade e texturas irregulares, bem como pelas inclusões no vidro dos mais inverosímeis objetos, orgânicos e inorgânicos.

ExposiçãoPliegues4

Para Pedro García a exposição “Pliegues” mostra-nos “pequenos detalhes ou fragmentos de vida, que tornam o Vidro um universo rico em relacionamentos, pensamentos, contradições e alegrias, enquanto cortes e ruturas profundas, típicos das experiências vividas. O Ferro, que além de um poderoso e sólido suporte, proporciona-nos beleza e uma combinação estrutural, de qualquer macro-construção que se preze, conferindo segurança e firmeza às obras apresentadas, criadas para encher de energia e felicidade aqueles que desejam possuir cada uma das obras concebidas”.

ExposiçãoPliegues6

 

A exposição “Pliegues” pode ser visitada no Núcleo de Arte Contemporânea do Museu do Vidro, de 16 de novembro de 2019 a 26 de abril de 2020, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00. A entrada é gratuita.

 

 

 

 

EXPOSIÇÃO TRIOLOGIA VÍTREA

 

Triologia Vitrea

 

O Núcleo de Arte Contemporânea do Museu do Vidro, situado no Edifício da Resinagem, na Marinha Grande, tem patente a exposição “Trilogia Vítrea” de 7 de março a 26 de abril de 2020.

A exposição resulta da investigação de pós-doutoramento das docentes universitárias Lúcia Castanho e Viga Gordinho, oriundas do Brasil, e da estagiária Kresti Keva da Estónia.

Triologia Vitrea

O vidro é o elo unificador do trabalho desenvolvido, à volta da ideia de fragilidade e transparência, numa procura de resultados imbuídos de poética e sentido estético.

Triologia Vitrea

Trabalhos estruturados e cimentados em experimentações, testando e manuseando o material vítreo, até à obtenção de resultados pretendidos, agora expostos e portadores de linguagens cada uma a seu modo, testemunhando o cunho e identidade de cada artista.

Triologia Vitrea

 

A exposição “Trilogia Vítrea” fica patente de 7 de março a 26 de abril de 2020, podendo ser visitada de terça-feira a domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 (últimas entradas às 12h30 e 17h30). A entrada é gratuita.