Hoje
Máx C
Mín C

Exposição alerta para tráfico de seres humanos na Galeria Municipal

Exposic a omercadoriahumana1 1 728 2500

A exposição “Mercadoria Humana - Fotografia e Artes Plásticas” está em exibição na Galeria Municipal da Marinha Grande, situada no Edifício dos Arcos, frente ao Jardim Stephens, até 30 de novembro.

Esta mostra é exibida pela primeira vez no distrito de Leiria e tem a particularidade de ser inclusiva, com folheto e legendas das fotografias em Braille para esclarecimento das pessoas cegas ou com baixa visão.

É organizada no âmbito de um protocolo de cooperação entre a Câmara Municipal da Marinha Grande e a Associação Saúde em Português, a propósito do “Mercadoria Humana 3 - Projeto de Sensibilização em Tráfico de Seres Humanos”, financiado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, através da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

A inauguração ocorreu esta terça-feira, 6 de novembro, tendo contado com a presença da vereadora da Ação Social, Célia Guerra, da representante da Saúde em Português, Ana Figueiredo, e de alguns convidados.

A vereadora Célia Guerra declarou que “o nosso valor como pessoas não é algo que dê para colocar um preço, os humanos não são mercadoria”.

Célia Guerra esclareceu que “esta é uma exposição que, através da fotografia e sete obras de fibra de vidro, nos alerta para um crime hediondo contra a liberdade pessoal que, em pleno século XXI ainda afeta tantos milhares de cidadãos em todo o mundo. Há que alertar para a violência, a exploração sexual, o rapto, o abuso de autoridade, a escravidão, o aproveitamento de incapacidade física ou vulnerabilidade e a exploração laboral”.

Para além desta excelente exposição, “vamos realizar sessões de sensibilização e informação, para alertar a população sobre esta temática e, deste modo, prevenirmos a ocorrência de situações que se configuram como tráfico de seres humanos”, continuou.

Para a representante da Associação Saúde em Português, Ana Figueiredo, “o tráfico de seres humanos pode estar ao nosso lado, em áreas como agricultura, construção civil, moda, hotelaria, mendicidade forçada, adoção ilegal, servidão doméstica, extração de órgãos, exploração sexual”.

O projeto Mercadoria Humana 3 visa, por isso, “sensibilizar, prevenir e informar grupos estratégicos e públicos mais vulneráveis”, continua a responsável.

Na tarde de 6 de novembro, na sede da Associação Novo Olhar II (no antigo Edifício da Ivima), decorreu uma sessão de sensibilização para profissionais da área social, saúde, educação e emprego.

No dia 13 de novembro, às 10h30, a Associação Novo Olhar II recebe uma sessão de sensibilização dirigida a desempregados, desempregados de longa duração e beneficiários de prestações sociais.

No mesmo dia, às 14h00, o Auditório da Resinagem acolhe a sessão de sensibilização para estudantes.

A exposição “Mercadoria Humana - Fotografia e Artes Plásticas” pode ser visitada de quarta-feira a sábado, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00. A entrada é gratuita.

  • Exposic a omercadoriahumana6 1 728 400
    Exposic a omercadoriahumana6 1 139 90
  • Exposic a omercadoriahumana5 1 728 400
    Exposic a omercadoriahumana5 1 139 90
  • Exposic a omercadoriahumana4 1 728 400
    Exposic a omercadoriahumana4 1 139 90
  • Exposic a omercadoriahumana3 1 728 400
    Exposic a omercadoriahumana3 1 139 90
  • Exposic a omercadoriahumana2 1 728 400
    Exposic a omercadoriahumana2 1 139 90
  • Exposic a omercadoriahumana1 1 728 400
    Exposic a omercadoriahumana1 1 139 90